21 de dez de 2012

Deus de Amor!

Infelizmente o Deus estudado pela teologia não corresponde ao Deus interpretado pela psicologia e filosofia. Jesus apresentou um Deus que não condena, não faz guerras para impor sua vontade, não agride, não discrimina, mas um Deus generoso, afetivo, sereno.
Você discrimina  prostitutas? Ele as abraça. Você rejeita  drogados? Ele os ama. Você dá as costas  a muçulmanos ou budistas por não serem cristãos? Ele é deslumbrado por eles. Não importa a opção sexual, a religião, a cultura a nacionalidade. Jesus nos apresentou um pai preocupadíssimo com cada ser humano. Isso deve ser o nosso exemplo.

Nenhum comentário:

ihttps://lh5.googleusercontent.com/-2i_jP3wgzRw/UJLgVM_OluI/AAAAAAAAAac/fIV0DMmWfd8/s200/Sem%2520t%25C3%25ADtulo%25203.png